Definido o rito da sessão para eleição do novo conselheiro do TCE-PI - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

15 de set. de 2021

Definido o rito da sessão para eleição do novo conselheiro do TCE-PI



Acontece nesta quinta-feira (16), às 11h, a sessão especial para eleição do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI). Dez inscritos disputam a vaga após terem seus nomes aprovados pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).


Cada candidato terá 8 minutos para se apresentar e tentar conquistar o voto dos 30 deputados aptos a participar do escrutínio secreto. A exposição será definida pela ordem de inscrição. Depois da apresentação, apenas os parlamentares podem fazer perguntas aos postulantes, caso assim desejem. Cada pretendente à vaga poderá levar três convidados para acompanhar a sessão no Plenário da Casa.

Cada candidato terá 8 minutos para se apresentar e tentar conquistar o voto dos 30 deputados aptos a participar do escrutínio secreto - Foto: Divulgação
Para ser eleito, o candidato precisa alcançar maioria absoluta: 16 dos 30 votos, caso todos os deputados compareçam à sessão. Caso nenhum dos candidatos atinja essa quantidade, será feito novo escrutínio secreto com os dois mais votados e o vencedor será definido por maioria simples. Em caso de empate, o mais idoso será o escolhido.

Concorrem ao pleito: Flávio Rodrigues Nogueira Júnior, Thiago Edirsandro Albuquerque Normando, José Ribamar Nolêto de Santana, Nayara Figueiredo de Negreiros, Roosevelt dos Santos Figueiredo, Ricardo Teixeira de Carvalho Júnior, Flora Izabel Nobre Rodrigues, Wilson Nunes Brandão, José de Jesus Cardoso da Cunha e Flávio Teixeira de Abreu Júnior.

ELEIÇÕES ANTERIORES


Nas últimas três eleições, os candidatos aproveitaram o tempo de fala para valorizar a função do TCE-PI e o currículo pessoal. Jean Carlos de Brito, por exemplo, concorreu em 2015 e destacou a importância da Corte de Contas para a fiscalização do uso das verbas públicas utilizadas por agentes políticos. Xavier Neto aproveitou os minutos de exposição na sabatina, que acabou vencendo em 2010, para afirmar ter formação como farmacêutico bioquímico e advogado e 27 anos de vida pública.

Muitos dos sabatinados aproveitaram o espaço criticar o processo de escolha dos conselheiros. Na última eleição, que aconteceu em 2015, entre os 24 candidatos, três utilizaram suas falas para defender uma maior participação social na disputa. O jornalista Zózimo Tavares, que disputou em 2010 e 2012, fez críticas ao processo na primeira participação e na segunda afirmou respeitar a legalidade da forma de escolha, mas que cabia aos parlamentares virar esta página na história da Alepi.

Lilian Martins, em 2012, também fez um resumo de sua vida acadêmica e profissional em que deu destaque à carreira na saúde, na advocacia e como gestora pública. Kleber Eulálio participou da sabatina em 2015 e afirmou que, como gestor público, suas contas haviam sido aprovadas por três vezes pelo TCE-PI e que, enquanto conselheiro, teria como função primordial orientar a condução correta da gestão pública e não punir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI