Procon encontra certificados do Inmetro adulterados e apreende mais de 400 brinquedos - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

8 de out. de 2021

Procon encontra certificados do Inmetro adulterados e apreende mais de 400 brinquedos

 Foto: Nataniel Lima

O Procon do Piauí divulgou na manhã desta sexta-feira (08) o resultado de fiscalizações em estabelecimentos comerciais em Teresina. Ao todo, 441 brinquedos foram apreendidos durante a ação, que ocorreu de 4 a 8 de outubro. 

Entre as irregularidades encontradas está a adulteração de certificados de qualidade do Inmetro. Mercadorias estavam com selo de outros produtos que não eram brinquedos. 

"Na fiscalização encontramos muitos produtos com irregularidades na certificação do Inmetro, tradução de língua portuguesa e faixa etária. E esse ano tivemos uma novidade: estendemos a fiscalização para verificar se realmente esses produtos tinham certificação do Inmetro. E pasmem, encontramos muitas irregularidades de produtos destinados a brinquedos que eram de outros produtos, que não seriam brinquedos. Esses estabelecimentos foram autuados e os produtos apreendidos", pontuou o coordenador do setor de fiscalização do Procon, Arimatéa Area Leão. 

A fiscalização, que contou ainda com a participação do Procon Municipal de Teresina, do Instituto de Metrologia do Piauí (IMEPI) e do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (CREA-PI), notificou 22 estabelecimentos até a manhã desta sexta (08). O IMEPI notificou 16 estabelecimentos e o PROCON/MPPI seis. 

"Esses comércios estão passíveis de multas que variam de 600 reais a 10 milhões de reais. Os produtos foram apreendidos e serão incinerados", destacou Arimatéa Area Leão. 

Foto: Nataniel Lima

O coordenador de fiscalização do Procon alertou ainda para a questão das irregularidades quanto à faixa etária. Segundo Arimatéa, muitos brinquedos estavam com a destinação por idade equivocadas, o que representa um perigo para as crianças, uma vez que um brinquedo destinado para crianças de 3 a 6 anos pode ser entregue para um recém-nascido. 

"O consumidor precisa ficar atento. O produto que não tem o selo do INMETRO não é para comprar. O primeiro item que o consumidor deve verificar é se existe o selo. Encontramos selos do INMETRO desproporcional. Ele, com certeza, não é um certificado válido", frisou Arimatéa Area Leão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI