Filme sobre a cena LGBTQIAPN+ no Piauí será lançado no Theatro 4 de Setembro - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

13 de out. de 2022

Filme sobre a cena LGBTQIAPN+ no Piauí será lançado no Theatro 4 de Setembro

 Fotos: Divulgação/Ascom

Primeiro longa-metragem da documentarista Tássia Araújo, “Comigo Num-se-Pode” será lançado no próximo dia 23 de outubro, às 19h, no Theatro 4 de Setembro. O primeiro lote promocional dos ingressos estão à venda no site [https://www.ingresse.com/lancamento-do-filme-comigo-num-se-pode] ou podem ser adquiridos no bar Casa  Barro, localizado no Centro de Teresina. 

O longa-documental recupera memórias e testemunhos de pessoas LGBTQIAPN+ no auge do processo de modernização de Teresina, no Piauí. Tássia Araújo buscou, através de depoimentos e arquivos pessoais,  recontar histórias individuais e coletivas que constroem também um passado esquecido do centro da cidade, a primeira capital planejada do país.

Dez personagens compartilham suas vivências na tela, como a primeira drag queen da cidade (Fernando Freitas/Samantha Menina) e a primeira a criar uma ONG (Monique Santos). Os relatos passam pela aceitação da sexualidade, divergência de gênero, exclusão social, religiosidade, crenças e sonhos pessoais e tocam também  na perda de amigas para a Aids ou para a violência dos grandes centros urbanos.

Driblando as dores e a opressão, o filme também revive  as icônicas baladas undergrounds. A cena noturna nos bares, em esquinas escuras ou boates luminosas, é contada por quem viveu (as hostess, as transformistas) e quem produziu (Jorginho Medeiros, Marcela Aragão). A Bini iu bita e seus inconfundíveis flyers, a boate Sótão, o Medieval Drinks, a Pride e até o Bar do Prikitim, na Praça Pedro II, seguem vivos na memória de uma geração.

Além de passear pelo centro noturno, Tássia Araújo busca em imagens de arquivos e jornais o contexto urbano de uma cidade em expansão. O filme é o primeiro longa da diretora e também a primeira produção audiovisual piauiense sobre a temática. “De certa forma é um tema inédito para Teresina, como pode ser para outras  regiões do país”, diz a cineasta. “Há lembranças e lugares que são muito nossos. Penso que o público vai se identificar”, aposta.

“Comigo-num-se-pode” é contemplado no Edital Piauí de Seleção de Projetos Audiovisual e financiado pelo Governo do Estado do Piauí e Secretaria de Cultura do Estado do Piauí (SECULT).

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário