Strans sobre rolezinhos: ‘quem participar vai preso e terá moto recolhida’ - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

27 de dez. de 2019

Strans sobre rolezinhos: ‘quem participar vai preso e terá moto recolhida’

Durante os últimos dias circulou nas redes sociais e aplicativos de mensagem um vídeo de motociclistas cercando uma viatura da Superintendência de Trânsito de Teresina (Strans), enquanto faziam manobras arriscadas e impediam o carro de sair do lugar. Dentro do veículo havia agentes da Strans que retornavam de uma fiscalização na Avenida Jerumenha, que passou recentemente por uma mudança de sentido.
Os motociclistas foram apontados pelas autoridades policiais que receberam os vídeos como sendo integrantes de um grupo formando por cerca de 60 pessoas que saem pela cidade fazendo os chamados “rolezinhos”: eles se reúnem para pilotar de maneira perigosa pelas ruas, fazendo malabarismos e manobras arriscadas com as motocicletas.
No início de 2019, a PM foi chamada para dispersar um grupo de motociclistas que faziam um “rolezinho” no Rodoanel, interditando uma pista de BR. O grupo se reunia por volta das 16 horas aos domingos para realizarem esta prática. Depois da ação, os “rolezinhos” mudaram de endereço. Eles se dirigiram para a Ponte Estaiada, onde faziam as manobras no estacionamento da alça de acesso e usavam a Avenida Raul Lopes para fazerem as corridas.
Jaime Oliveira é diretor de Operação e Fiscalização de Trânsito da Strans - Foto: Elias Fontinele/O Dia

Há cerca de seis meses, a Strans, junto com a Polícia Militar e agentes da Polícia Civil, voltou a agir para dispersar o grupo e, desde então, não se obtiveram mais notícias de que os rolezinhos estariam acontecendo. Até este fim de semana, quando o vídeo das motocicletas cercando a viatura da Strans viralizou nas redes sociais.
Em razão do acontecido, na manhã de ontem (26), representantes da Strans se reuniram com o secretário de Segurança, Fábio Abreu, com o delegado-geral, Lucci Keikko para planejar ações no sentido de coibir a prática dos “rolezinhos” em Teresina. No entendimento da Superintendência de Trânsito, a prática se configura como uma infração gravíssima sujeita à aplicação da lei e de medidas administrativas.
“Não podemos admitir que no terceiro milênio que vivemos, no estado democrático de direito, que essa prática aconteça na nossa cidade. Eu não entendo como é que uma pessoa sai na sua moto para a via pública, que é de todos, para fazer isso, gastando combustível e arriscando sua própria vida e a de terceiros. É crime e nós vamos desenvolver uma operação de guerra se for o caso. E quem estiver no meio vai para a Central e as motos serão recolhidas”, dispara o coronel Jaime Oliveira, diretor de Operação e Fiscalização da Strans.
De acordo com ele, quem for pego fazendo “rolezinhos” em Teresina, além de ser preso e ter seu veículo apreendido, terá também sua carteira de habilitação suspensa, perdendo o direito de conduzir qualquer veículo automotor. A prática, conforme diz o representante da Strans, incorre não só em crime de trânsito, como também em infração prevista no Código Penal Brasileiro.
Na reunião com a SSP ficou acordado que Strans e PM atuarão em conjunto na parte ostensiva para coibir esta prática na Capital, ao mesmo tempo em que a Polícia Civil, através de seu Núcleo de Inteligência, trabalhará na identificação dos envolvidos nos “rolezinhos”. Alguns participantes, segundo Jaime Oliveira, já foram devidamente identificados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI