Taxa de transmissibilidade sobe e Firmino propõe lockdown em Teresina - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

24 de jun. de 2020

Taxa de transmissibilidade sobe e Firmino propõe lockdown em Teresina


O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), apresentou, na manhã de quarta-feira (24), o resultado da Pesquisa Sorológics de Teresina, que mostrou aumento na taxa de transmissibilidade da Covid-19 em Teresina de uma pessoa para 0,83 pessoa, na semana passada, para 1,06 pessoa, nesta semana. 

Firmino Filho informou que apresentou a proposta de lockdown para o governador Wellington Dias, o Ministério Público e os empresários. 

"Daqui a duas ou três semanas, se intensificarmos o isolamento, com compromisso de todos, reduziremos as taxas. São três meses de esforço já feito. Estamos perto do final. Através do lockdown de três a quatro dias, gradativamente poderemos retomar as atividades”, disse Firmino Filho. 

Firmino Filho adiantou que o governador Wellington Dias ficou de conversar sobre a proposta com o Judiciário e o Ministério Público.

“O governador ficou de conversar com Justiça e Assembléia. O retorno será gradual, mas não baseado em expectativas, mas em realidade. A retomada tem que se partilhada entre as instituições. Não podemos tomar uma decisão isolada porque estamos todos juntos nessa empreitada. Mas é preciso fazer um pacto”, declarou o prefeito de Teresina. 

Firmino Filho informou quw a pesquisa sorológica apontou que Teresina tem 156.623 casos de pessoas positivadas, 18.11% da população. 

"Esse número representa que os casos subnotificados ainda são de 35 vezes maior do que os dados oficiais. 


Na última semana ainda teve crescimento nos casos, mas foi a menor taxa de crescimento. Prova de que estamos na parte da curva que está cansada, cada vez menor. Percebemos que a subnotificação vai caindo, mas ainda é expressivo. A grande maioria das pessoas são assintomáticas. Os casos positivados são de pessoas com sintomas e foram à rede de saúde e foram registrados. A taxa de transmissibilidade, o chamado r-zero (RO), ficou em 1,06. Foi maior do que a pesquisa anterior que ficou em 0.83%. Porém, esse número mostra uma estabilização", falou Firmino Filho. 

Firmino avali novo Lockdown em Teresina- Foto: PMT

A Pesquisa Sorológico do Instituto Opinar revela que o pico da Covid-19 de Teresina poderá acontecer no mês de julho. 

“Os dados mostram que estamos muito próximos do pico ou que já estamos nele. Com novos dados poderemos confirmar essa previsão. O setor de Matemática da Universidade Federal do Piauí previa o pico para 10 de junho”, afirmou.


Firmino Filho falou ser irresponsabilidade e omissão os casos de prefeitos do interior que tentaram reabrir o comércio. "Se essas cidades apresentarem aumento dos casos, o sistema de saúde de Teresina será penalizado. O pico no interior vai ser em julho e vamos receber muita demanda. É fora da minha competência, mas chamo atenção do governador e Ministério Público para tomar as medidas. A queda do isolamento nas cidades médias e grandes pode ter impacto em Teresina. A capital não pode arcar com a falta de compromisso de alguns gestores municipais. Vemos com preocupação algumas prefeituras que liberam o comércio e não tem capacidade de tratar sua população. É irresponsabilidade e omissão. Vai colocar o doente na ambulância e levar que Teresina", disse Firmino Filho. 


Para ele, os critérios para retomada gradual das atividades econômicas são sete e quatro ainda apresentam situação crítica.

“Ainda precisamos evoluir em critérios como aumentar as vagas de UTI, baixar a hospitalização e baixar o número de óbitos. Esses são critérios que nos preocupam muito, principalmente, no que diz respeito aos números de UTI”, disse Firmino Firmino. 

A ocupação dos leitos de UTI se aproxima de 80% na cidade. O ideal é que essa taxa fique entre 70% e 50%. Os leitos de UTI covid-19 estão com 77,43% da ocupação. Quando se retiram os leitos pediátricos, neonatais, obstétricos e de reserva a situação piora e a ocupação ultrapassa 80% de ocupação.

Número de óbitos

Teresina registrou 362 óbitos. Deste total, 300 são de residentes e 62 de não residentes. “Para a reabertura, é fundamental uma diminuição do número de óbitos”, falou Firmino Filho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI