Criminosos atacam ciclistas na Avenida Raul Lopes e fogem de canoa - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

27 de jan. de 2021

Criminosos atacam ciclistas na Avenida Raul Lopes e fogem de canoa

 Foto: reprodução Googlemaps

Criminosos têm usado o Rio Poti como rota de fuga em Teresina. Na noite dessa terça-feira (26), um grupo de ciclistas foi atacado por um trio de adolescentes armados que roubaram um celular e bicicletas. Em seguida, fugiram de canoa. Uma das vítimas relata que o trajeto dos bandidos foi acompanhado por meio do sistema de rastreamento e reclama da demora da Polícia Militar. 

"Foram 50 minutos até a chegada da Polícia. Eu, minha esposa, meu irmão e minha cunhada fomos atacados no início da avenida Raul Lopes, logo após ao parque. Eu e minha esposa conseguimos acelerar e escapar quando eles saíram do matagal, mas conseguiram entrar na frente do meu irmão e minha cunhada. Apontaram a arma para a cabeça dele, fizeram a vistoria, acharam o celular, chutaram ele e ainda mandaram deitar no chão, na faixa dos carros, enquanto fugiam. Pelo rastreamento, conseguimos ver que eles fugiram pelo rio de canoa", relata o contador que preferiu não ser identificado. 

O assalto ocorreu por volta das 21h30. Ele conta que a Polícia Militar só chegou após 50 minutos. 

"É uma área bastante movimentada e estava sem policiamento. Conseguimos acompanhar todo o trajeto deles e quando ligamos, fomos informado que já tinha uma equipe na área. Mas só chegaram 50 minutos depois, tempo suficiente pra eles atravessarem o rio de canoa e saírem do outro lado, na Avenida Marechal Castelo Branco. Em seguida, entraram numa vila e isso foi visto por moradores de lá", reclama a vítima. 

O caso foi registrado no 12º Distrito Policial. O Cidadeverde.com tenta contato com a Polícia Militar. 

"Fomos informados que não fomos a primeira vítima ali, que é comum bandidos saírem das margens do rio e atacarem ciclistas, pedestres e fugirem pelo rio. A gente fica revoltado! fazemos um esforço para conseguir as coisas, para serem levadas assim e não termos uma resposta", desabafa uma das vítimas. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI