Museu do Mar, no Porto das Barcas, será o maior museu do Piauí - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

27 de jan. de 2021

Museu do Mar, no Porto das Barcas, será o maior museu do Piauí

 


Foto: Governo do Piauí/Secult


Quem visita a litorânea cidade de Parnaíba, obrigatoriamente passa pelo Complexo Turístico Porto das Barcas, local que faz parte da história do município e foi um importante centro comercial do Piauí no século XX. O complexo, que é formado por 28 lojas de artesanato, auditório e está às margens do Rio Igaraçu, vai ganhar, após as obras de restauração, o Museu do Mar, que será o maior do estado.

O Museu do Mar está sendo criado para comportar um acervo baseado em pesquisas sobre a região. Entre as peças, está a ossada de um peixe-boi e um esqueleto de baleia cachalote, que possui 16 metros de extensão.

“Além de barcos em tamanho real, dentro do museu teremos também um café, um miniteatro, um espaço para aulas de dança, de artes plásticas, entre outras atividades. Será um grande museu que estará à disposição do povo do Piauí”, conta o secretário de Estado da Cultura, Fábio Novo.

Além da importância turística, o Porto das Barcas será um centro cultural em Parnaíba. A reforma e restauração abrangem todo o complexo, as lojas de artesanato e entorno do museu, e está 95% concluída. Após a reinauguração, os artistas poderão utilizar as novas salas, um galpão e a praça das ruínas  para oficinas de dança, teatro e música.
De acordo com o secretário, uma programação cultural já está sendo organizada para 2021. “Todos esses espaços poderão ser utilizados para shows, apresentações e espetáculos, que serão retomados no pós-pandemia”, afirma Fábio Novo.

Porto das Barcas

A obra de recuperação de todo o complexo é a maior em execução no Nordeste. O local ganhou novos projetos de iluminação e sinalização, que além de valorizar a arquitetura, também facilita a orientação e visitação turística.

De grande importância histórica, o Porto das Barcas é constituído de antigos prédios da alfândega, cais, pátios, velho dique, becos e vielas. A fachada principal é de composição neoclássica, e o conjunto foi restaurado e transformado em centro cultural.

O ambiente rústico, as ruas estreitas e os prédios históricos complementam a paisagem do local. No Porto das Barcas é possível encontrar artesanato da região e quadros pintados por artistas plásticos parnaibanos, além de peças de outras cidades do Piauí, como a opala de Pedro II e a arte santeira de Teresina


Da Redação
redacao@cidadeverde.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI