Piauiense passa em 1º lugar para residência médica da EBSERH - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

30 de jan. de 2021

Piauiense passa em 1º lugar para residência médica da EBSERH

 Foto: Arquivo pessoal

A médica Raissa Prado conquistou o primeiro lugar no Exame Nacional de Residência Médica - para Oftalmologia – da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Piauiense, a médica tem 28 anos e chegava a estudar oito horas por dia para conquistar o sonho de atuar na área.  A residência será no Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (UFPI), na zona Leste de Teresina. 

“Escolhi oftalmologia porque sempre tive interesse em atuar em uma área que misturasse atividade clínica e cirúrgica, e por ser, também, uma área da medicina fascinante, de extrema importância. Quando saiu (o resultado), fiquei bastante surpresa e feliz. Esperava passar, pois já sabia mais ou menos as notas dos participantes, mas não esperava o primeiro lugar”, conta.  

Raissa se formou em Medicina no ano de 2016. Na época, fez a prova de residência e passou para Oftalmologia. No entanto, desistiu de cursar por ser no estado de São Paulo. Após essa desistência, a médica novamente concorreu a uma vaga: em 2019, iniciou a residência de Medicina da Família e Comunidade na Universidade Federal do Piauí, com duração de dois anos. 

“No ano de 2020, fiquei fazendo as atividades da residência e estudando para a prova que seria no fim do ano. Minha rotina de estudo era de certa forma bem corrida. Tentava estudar em média 8 horas por dia. Minha residência vai ser no Hospital Universitário da UFPI, em Teresina, e começará em maio”, diz.

O resultado, divulgado nesta sexta-feira (29), é uma classificação preliminar. A fase de recursos da nota final acontece nos dias 01 e 02 de fevereiro. A classificação final será publicada no dia 09 de fevereiro. Raissa obteve nota final de 935,66. O segundo classificado está com 790.20.  Esse processo seletivo é aberto para todos os estados do Brasil, podendo participar médicos de outros países desde que tenham diploma revalidado no país.  

 

 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI