Vaticano diz que não abençoará uniões entre pessoas do mesmo sexo - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

15 de mar. de 2021

Vaticano diz que não abençoará uniões entre pessoas do mesmo sexo

 


Documento da Congregação para a Doutrina da Fé sobre uniões homossexuais foi aprovado pelo papa FranciscoFoto: Reuters

O Vaticano afirmou nesta segunda-feira (15) que a Igreja Católica não vai abençoar as uniões entre pessoas do mesmo sexo. A declaração foi aprovada pelo papa Francisco e emitida como uma "resposta" às perguntas de pastores e fiéis sobre a questão.

Ao explicar a decisão em uma nota, a Santa Sé se referiu à homossexualidade como uma “escolha”, sugeriu que ela é pecaminosa e disse que “não pode ser reconhecida como objetivamente ordenada” aos planos de Deus. A postura combativa deve decepcionar milhões de gays e lésbicas católicos em todo o mundo.


“A bênção das uniões homossexuais não pode ser considerada lícita”, escreveu o principal escritório doutrinário do Vaticano, a Congregação para a Doutrina da Fé, no comunicado. “[Deus] não abençoa e não pode abençoar o pecado”, acrescentou a declaração.

O papa Francisco, que tem sido frequentemente elogiado por seu tom receptivo às pessoas LGBTQ+ dentro e fora da Igreja, aprovou a nota.

A decisão é um revés para os católicos que esperavam que a instituição modernizasse a abordagem da homossexualidade. Dezenas de países, incluindo muitos na Europa Ocidental, legalizaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo, e a reticência da Igreja em abraçar as pessoas LGBTQ+ há muito tempo tem o potencial de afastá-la dos seguidores mais jovens.

“Não é lícito dar bênção a relacionamentos ou parcerias, mesmo estáveis, que envolvem atividade sexual fora do casamento, como é o caso das uniões entre pessoas do mesmo sexo”, disse o comunicado.

A declaração diz que gays e lésbicas, como indivíduos, podem receber uma bênção se viverem de acordo com os ensinamentos da Igreja.

“[Esta decisão] não exclui as bênçãos dadas a pessoas individuais com inclinações homossexuais, que manifestam a vontade de viver em fidelidade aos planos revelados de Deus, conforme proposto pelos ensinamentos da Igreja.”

Abençoar as uniões de pessoas do mesmo sexo, disse o Vaticano, enviaria um sinal de que a Igreja Católica aprova e encoraja "uma escolha e um estilo de vida que não pode ser reconhecido como objetivamente ordenado aos planos revelados de Deus".

A declaração ainda diz que "o próprio Deus nunca cessa de abençoar cada um de Seus filhos peregrinos neste mundo... mas ele não abençoa e não pode abençoar o pecado."

Em um comentário fornecido com a declaração, o Vaticano afirmou que "o julgamento negativo sobre a bênção de uniões de pessoas do mesmo sexo não implica um julgamento sobre pessoas".

(Texto traduzido; leia o original em inglês)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI