Cortes na Cultura: Kléber chama decisão de criminosa, perversa e imoral - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

13 de mai. de 2021

Cortes na Cultura: Kléber chama decisão de criminosa, perversa e imoral

 O ex-candidato a prefeito de Teresina pelo PSDB, professor Kléber Montezuma, se pronunciou na noite de quarta-feira (12) sobre a decisão do vice-prefeito Robert Rios (PSB) de suspender os contratos da Fundação Cultural Monsenhor Chaves com as organizações sociais que mantêm os projetos culturais e instituições do setor na capital, como a Orquestra Sinfônica, Balé da Cidade e Banda 16 de Agosto, além de aulas para jovens e adultos. 

"A cultura de Teresina entristeceu, mas não deve se calar. Orquestras, bandas, corpos de baile, todos afetados pela decisão da prefeitura de suspender os contratos. Não há motivo que justifique tamanha violência contra artistas, músicos, professores e alunos", disse. 


"PERVERSIDADE"

Kléber Montezuma avalia que "interromper a educação artística é um crime. E sob a justificativa que se vai eliminar a forma legal de remuneração dos envolvidos torna isso uma perversidade". O ex-secretário municipal de Educação de Firmino Filho diz que "avaliar o que está sendo feito é honesto. Apenas suspeitar daquilo vem dando certo e tem amplo reconhecimento é imoral". Ele arremata: "Essa postura vem se repetindo em outras áreas, como a assistência social. É um desrespeito à Teresina. Não merecemos uma gestão que prefere destruir antes de construir".

Cortes na Cultura: Kléber chama decisão de criminosa, perversa e imoral  - Imagem 1

Kléber chama decisão de criminosa, perversa e imoral

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI