Complexo solar em Caldeirão Grande do Piauí vai gerar 3.600 empregos - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

24 de jun. de 2021

Complexo solar em Caldeirão Grande do Piauí vai gerar 3.600 empregos



Representantes da Ibitu Energia e da Secretaria Estadual de Mineração, Petróleo e Energias Renováveis (Seminper) foram recebidos nesta quinta-feira, 24, pelo governador Wellington Dias, no Palácio de Karnak. O governador conheceu o projeto de implantação do novo Complexo Solar Caldeirão Grande 2.

Uma das maiores empresas de geração e comercialização de energia renovável do País, a Ibtu possui parques solares instalados no Piauí e pretende aumentar a capacidade instalada de forma significativa, com a implantação de 613 MW no complexo solar Caldeirão Grande 2, que começará a ser construído em novembro deste ano.


O valor investido no complexo será de R$2,5 bilhões. Segundo o governador Wellington Dias, energia limpa é uma prioridade do Piauí. A Ibtu é uma empresa que já produz energia renovável no estado e este novo investimento é muito importante e dá a oportunidade para o Piauí alcançar um novo recorde nesta área de geração de energia solar.

Governador recebeu representantes da empresa Ibitu (Foto: Paulo Barros)

Liberação de licença

"Já estamos trabalhando para ter condições da liberação de licença prévia ainda em junho e com isso a empresa conseguirá dar início às obras até novembro. Vamos abraçar o projeto e dar todo o suporte necessário”, disse o governador, enfatizando que serão gerados cerca de 3.600 empregos diretos e indiretos serão gerados ao longo de três anos.

“A expectativa é que já comecemos a contratação de trabalhadores no final deste ano. Este complexo será o maior de energia solar do Piauí e do Brasil. A cada etapa serão instalados 300 MW. Também atuaremos com projetos sociais no estado, destinando R$12 milhões. Hoje a nossa maior planta de geração de energia é a éolica e ela já está localizada no município de Caldeirão Grande. Estamos muito satisfeitos em continuar essa parceria para erguer o Complexo Caldeirão Grande 2”, disse o presidente da Ibtu, Gustavo Ribeiro.


A previsão é de que a última etapa do complexo seja concluída em 2024 e segundo o diretor de energias renováveis da Seminpar, Howzembergson de Brito, será seguido um cronograma para viabilizar o início das obras ainda neste ano.

"Estamos trabalhando em conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente e Secretaria de Fazenda para agilizar os trâmites necessários para o início das obras. Hoje, com essa parceria, nós avançamos na agenda de atração de grandes investimentos para o estado”, afirmou o diretor de energias renováveis da Seminper, Howzembergson de Brito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI