PMT discute ações para acelerar a vacinação contra a febre aftosa - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

24 de jun. de 2021

PMT discute ações para acelerar a vacinação contra a febre aftosa



O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, recebeu em seu gabinete no Palácio da Cidade, na manhã desta quinta-feira (24), o deputado estadual João Madison, para discutir, dentre outros assuntos, ações de combate à febre aftosa e incentivo aos criadores de gado da capital a realizarem a vacinação dos seus rebanhos no prazo determinado pelas autoridades sanitárias.

O gestor municipal afirmou que irá colaborar com as ações de enfrentamento à doença. “Faremos nossa parte, através da conscientização. Estamos prontos para fazer com que esse mal seja estancado, através da informação sobre a importância da prevenção e da vacinação”, garantiu Dr. Pessoa.


Deputado estadual João Madison e Dr. Pessoa em reunião - Foto: PMT


Representante da Associação Piauiense de Criadores de Zebu (APCZ), João Madison agradeceu o empenho do prefeito com esta questão. Ele lembra que a imunização dos rebanhos é fundamental para que o Piauí consiga sua certificação e autorização para negociações comerciais dos animais e realização das importantes feiras agropecuárias.

“O prefeito se comprometeu a nos ajudar, desenvolvendo ações de divulgação da campanha de vacinação. Teresina tem hoje cerca de 20 mil cabeças de gado, então isso é muito importante para fazermos nossas exposições. Precisamos incentivar e conscientizar os criadores para a imunização dos seus rebanhos”, disse o parlamentar e criador.

Segundo o deputado, a cobertura vacinal contra a febre aftosa no Estado ainda não chegou aos 40% de toda a criação bovina. Para acelerar esse índice, o secretário municipal de Comunicação, Lucas Pereira, afirmou que as mídias institucionais irão intensificar as campanhas educacionais e de conscientização sobre a importância da imunização.


“Vamos iniciar uma campanha institucional de vacinação contra a febre aftosa, pois sabemos que, para a realização de importantes eventos agropecuários, é necessário que o Piauí se mantenha certificado como Estado livre da doença e isso só conseguirão com a vacinação quase que completa do nosso rebanho”, concluiu Lucas Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI