Com UTIs lotadas, Secretaria de Saúde avalia reabertura de leitos covid no Piauí - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

17 de nov. de 2021

Com UTIs lotadas, Secretaria de Saúde avalia reabertura de leitos covid no Piauí



17/11/2021

O Piauí registra ocupação de 100% de leitos covid em algumas cidades e também na capital. Diante da situação, a Secretaria de Estado da Saúde avalia a reabertura de vagas para o tratamento de pacientes com a Covid-19.



Em Teresina, por exemplo, dos 100 leitos adultos para tratamento da doença, só restam 40, divididos no Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela (20), Hospital Universitário (10) e Monte Castelo (10), esse último com ocupação completa nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).



"A gente está acompanhando todos os números, o secretário é sensível à essa taxa de ocupação, o Comitê de Operações Emergências (COE) está vigilante para, caso ocorra fila de espera no complexo regulador por leitos de UTI, a gente tem por obrigação de abrir os leitos de UTI para atender esses pacientes covid", destaca o superintendente de Alta e Média Complexidade da Sesapi, Alderico Tavares.



No interior do estado, cidades como Floriano e Oeiras também atingiram 100% de ocupação nas UTIs. Alderico Tavares pontua que a alta taxa também é reflexo do fechamento de leitos que foram readequados para o tratamento de outras doenças.




Com UTIs lotadas, Secretaria de Saúde avalia reabertura de leitos covid no Piauí



"Houve desmobilização de leitos de UTI, a exemplo de São Raimundo Nonato que chegou a ter 25 leitos de UTI e hoje não tem mais nenhum. Floriano chegou a ter 25 e hoje tem 10. Automaticamente, isso reflete na ocupação [...] estamos vigilantes para tão logo haja procura de leitos de UTI ou de leitos clínicos, a gente reabra automaticamente em determinadas regiões", reforça Tavares.



O superintendente de Alta e Média Complexidade da Sesapi faz um apelo para que a população obedeça os protocolos sanitários e não deixem de tomar a segunda dose.



"Os protocolos de vigilância sanitária não mudaram: vacina, uso de máscara, álcool em gem, evitar aglomerações. Isso não muda. Se a população não obedece, reflete nos números. Houve demanda reprimida de outras patologias e a gente precisava dar assistência, principalmente as cirurgias na fila de espera", reforça Alderico Tavares.



Em dados gerais, o Piauí tem 69% dos leitos clínicos ocupados. Já as UTIs estão 45,6% lotadas. Até o momento, 73,77% da população foi vacinada com a primeira dose no estado. 54,24% já completou a imunização.

 

 

 

Fonte: Cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI