Piauí vai ter 24 novos leitos para atendimento de casos de saúde mental - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

30 de abr. de 2022

Piauí vai ter 24 novos leitos para atendimento de casos de saúde mental

 Foto: Sesapi

O secretário de Saúde, Neris Júnior, informou na sexta-feira (29) que a rede estadual de saúde vai ganhar 24 novos leitos para atendimento de saúde mental. A declaração foi realizada durante a III Conferência Regional de Saúde Mental da Macrorregião do Meio Norte, que ocorreu em Teresina.

De acordo com o secretário, a Sesapi instalará 24 novos leitos para atendimento de saúde mental, no Hospital Regional Manoel de Sousa Santos (8), localizado em Bom Jesus, no Hospital da Polícia Militar (8), em Teresina, e no Hospital Regional Deolindo Couto (8), no município de Oeiras.

“A governadora Regina Sousa colocou como um dos pilares de sua gestão o reforço nas ações de saúde mental, no nosso estado. A Sesapi já começou o trabalho de ampliação de leitos para esta especialidade, que vão levar mais cuidados para os piauienses”, disse Néris Júnior.

O secretário afirmou que ainda vai solicitar ao Ministério da Saúde mais 8 leitos destinados ao atendimento de pacientes em sofrimento psíquico, para cada hospital regional. “Após essa fase de implantação o objetivo é pleitear junto ao Ministério da Saúde pelo menos oito leitos, destinados ao atendimento de pacientes em sofrimento psíquico, para cada hospital regional, ampliando assim a oferta e a descentralização em cada região de saúde do Piauí”, disse o secretário.

Atualmente está sendo realizada uma Conferência Regional intitulada: "A Política de Saúde Mental como Direito: Pela defesa do cuidado em liberdade, rumo a avanços e garantia dos serviços da atenção psicossocial no SUS”, que passa por vários municípios, com o objetivo de discutir o tema.

"Já passamos pelas cidades de Floriano, São Raimundo Nonato, Parnaíba e Picos, e hoje estamos debatendo aqui em Teresina. Nosso objetivo é fazer uma avaliação da política de saúde mental, onde fazemos um debate crítico com a sociedade civil organizada, e apresentamos proposituras de ações que podem fortalecer a política de saúde mental”, afirmou a gerente de Saúde Mental da Sesapi, Virgínia Pinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário