Corinthians e Inter empatam em bom jogo e perdem chance da assumir segundo lugar - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

5 de set. de 2022

Corinthians e Inter empatam em bom jogo e perdem chance da assumir segundo lugar

 Corinthians e Inter foram protagonistas de um bom jogo na tarde deste domingo, na Neo Química Arena, mas deixaram o estádio em Itaquera frustrados com o empate por 2 a 2 porque o resultado impediu que um dos dois assumisse a vice-liderança do Brasileirão e diminuísse a distância para o líder Palmeiras.

Foto: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians

Os gaúchos marcaram antes do primeiro minuto, com Alemão, mas aos 18 minutos os anfitriões já haviam virado a partida com Balbuena e Yuri Alberto. No segundo tempo, porém, Alan Patrick saiu do banco de reservas para acertar o ângulo de Cássio e definir o resultado.

O 2 a 2, mesmo resultado do primeiro turno, é mau negócio para os dois times, que perdem a oportunidade de colar no Palmeiras, líder com 51 pontos. Ambos têm 43 pontos. O Corinthians está na frente, no terceiro lugar, porque tem uma vitória a mais que o Inter, o quarto.

Rafael Ramos e Edenílson não se viram de perto. O lateral-direito português, acusado de racismo pelo volante há quatro meses, entrou no segundo tempo, mas sentiu uma lesão e deixou o campo antes de o colorado ir a campo. O português virou réu nesta semana por injúria racial. Edenilson acusa o atleta de ter lhe chamado de "macaco".

O primeiro tempo foi bom porque os dois oponentes se propuseram a jogar. Logo, deixaram espaços. Antes do primeiro minutos a rede já havia sido balançada.

Alemão marcou aos 49 segundos, se valendo de um vacilo da zaga rival. O Corinthians, porém, se reagrupou rapidamente e virou o jogo num intervalo de seis minutos.

Aos 12, Balbuena empatou depois de escanteio cobrado por Mosquito e desviado por Gil. Aos 18, Yuri Alberto, bem posicionado, aproveitou falha de Daniel no rebote do chute de Róger Guedes, Yuri Alberto e fez o gol da virada. Houve outras chances dos dois lados. Roger Guedes perdeu a mais impressionante delas nos acréscimos da primeira etapa. Maurício acertou a trave de Cássio.

Um treinador conservado, muitas vezes até chamado de retranqueiro, Mano Menezes tornou o Inter mais ofensivo no segundo tempo, até porque não havia outra alternativa na perseguição ao empate. Ele lançou mão de Alan Patrick e a escolha foi acertada.

O meio-campista mudou o panorama da partida. Criativo, melhorou a dinâmica dos gaúchos, que tiveram mais volume de jogo, e, o mais importante, foi decisivo ao anotar o gol de empate com um lindo arremate da entrada da área que morreu no ângulo esquerdo de Cássio.

Fonte: Estadão Conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário