Piauí terá novo terminal de combustível para suprir defasagem ASSISTA - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

18 de nov. de 2022

Piauí terá novo terminal de combustível para suprir defasagem ASSISTA

 

O Piauí ganhará um novo terminal de combustível para suprir a defasagem de 25% no armazenamento de álcool, gasolina e diesel que existe atualmente no estado. O projeto será realizado por uma empresa pernambucana, com o apoio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (SDE-PI).

De acordo com o gerente executivo do grupo Terminais Marítimos de Pernambuco, Sebastião Azevedo, a última ampliação na capacidade de armazenamento de combustível no Piauí ocorreu há mais de 12 anos.

“Nosso projeto vem na esteira de uma necessidade que a empresa detectou ao longo dos anos de uma defasagem evidente que existe no Piauí. A última ampliação que existiu aqui no estado já fazem mais de 12 anos e o mercado nesses últimos anos cresceu muito”, destaca o gerente.

Sebastião Azevedo acrescenta ainda que o Piauí evoluiu significativamente na quantidade de veículos leves e caminhões pesados comparado ao mercado nacional.

“Se a gente comparar as taxas de crescimento e evolução, por exemplo de veículos leves, comparado a taxa do crescimento do Piauí com o mercado nacional, é muito interessante. Veículos leves no Brasil cresceu nesse período, entre 2012 a 2021, algo em torno de 39%, no Piauí, essa taxa foi de 77%. Para caminhões pesados, a frota a nível Brasil cresceu 24%. Aqui no estado, cresceu 64%. Em contrapartida, nesse mesmo período, as distribuidores evoluíram nas vendas. A nível Nordeste 13% e o Piauí só cresceu 18%, quando você compara com o números de crescimento da frota, esse número devia ser muito maior”, explica.

 O gerente destaca também que a defasagem de combustível no Piauí prejudica a logística da frota, além de encarecer o processo de distribuição das mercadorias.

“Muitos caminhões saem daqui do estado do Piauí e vão buscar combustível em São Luís no Maranhão, em Fortaleza e em Pernambuco. Você deixa de ter o produto disponível dentro do estado do Piauí para atender essa demanda e vai buscar em outros estados. Aí você tem custo de frete muito maior, a perda de tempo dos caminhões e logicamente deixa de aproveitar dentro do estado esse movimento logístico e também de geração de empregos”, ressalta Sebastião.

Em parceria com a SDE-PI, o investimento no projeto será de R$64 milhões. O superintendente de Atrações de Investimentos do Piauí, Ulysses Moraes, ressalta ainda que o novo terminal trará uma redução no preço do combustível.

“Tudo isso impacta o preço do combustível para o consumidor e a implantação desse terminal vai viabilizar provavelmente uma redução, pela redução do custo”, acrescenta

Sebastião Azevedo informa que as obras devem começar no primeiro trimestre de 2023 e terão duração de cerca de um ano.

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário