Governadores vão apresentar dossiê à CPI que mostra falhas do governo Federal - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

25 de jun. de 2021

Governadores vão apresentar dossiê à CPI que mostra falhas do governo Federal

 

O  Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria nesta quinta-feira (24) para afirmar que a CPI da Covid não pode convocar governadores a depor. Com a decisão, os governadores passam a ter agora uma posição mais ofensiva. Segundo o governador Wellington Dias (PT), eles estão reunindo um dossiê - vários documentos e informações - que mostram todas as dificuldades de diálogo com o governo federal desde o início da pandemia. 

“Acho que prevalece a Constituição. Ela não é um privilégio. É a garantia de uma ordem constitucional para que não tenhamos uma bagunça.  Agora volta a normalidade. Quem foi convidado já compareceu. Nesse instante, a CPI já caminha para afunilar investigações para finalização. Os governadores buscamos contribuir. Apresentamos informações, documentos para que possa ter como resultado um conjunto de informações técnicas. A comissão tem caráter de inquérito policial. Precisa ter embasamento técnico", disse o governador. 

Wellington Dias explicou  que a as informações passam por falta de um Comitê Integrado Nacional a um monitoramento da transmissibilidade do coronavírus.

“São informações que mostram a dificuldades que temos de até hoje não ter um comitê integrado nacional, não ter um monitoramento da transmissibilidade do coronavírus, de não ter uma Central de Compras que permitisse as condições de compras nacionais e internacional. Muita coisa. O próprio social, preparação para mais vacinas. Perdemos muitos contratos e agora temos que recuperar o tempo perdido. Muita gente não acredita que chegaríamos a 500 mil mortes. Chegamos. É provável que tenha gente que não acredita que podemos chegar a 1 milhão de óbitos.  Podemos chegar ou não. Depende do que fizermos agora. Defendemos seguir com a vacina”, destaca.

Com relação a importação da vacina russa Sputnik V, Wellington afirma que os estados ainda enfrentam dificuldades com as condicionantes da Anvisa. 

“Estamos com dificuldades nas condicionantes da Anvisa. Precisa ter liberação da Anvisa do documento que chama licença de importação. A previsão era para ontem, não aconteceu. Teremos reuniões hoje para tentar conseguir a liberação desse documento. Com base nele, toda boa vontade do fundo soberano russo para entrega de vacinas. A previsão é que tenhamos as condições de entrega para a próxima semana”, afirmou. 

 

Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI