Moradora da comunidade Mosqueada precisa urgente de consulta com médico Neurologista - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

7 de out. de 2021

Moradora da comunidade Mosqueada precisa urgente de consulta com médico Neurologista



07/10/2021

Na manhã desta terça–feira 06 de outubro de 2021, a senhora Conceição de Maria Oliveira de Sousa Feitosa de 44 anos, moradora da comunidade Mosqueada, zona rural do município de Elesbão Veloso – PI, entrou em contato com o jornalismo do Grupo Vale de Comunicação – GVC, e relatou que na quarta – feira passada (29/09), por volta das 19h:30min, a mesma sofreu um acidente de moto, ocasionado por um animal.



O grave acidente, aconteceu no momento em que Sra. Conceição Feitosa retornava para sua residência, após a mesma ter indo a uma comunidade próxima a de sua residência (Torres), o animal de grande porte entrou na frente da moto, que era conduzida por ela, logo após a condutora chocar-se com o animal a mesma acabou caindo, a queda ocasionou várias escoriações pelo corpo da condutora e fratura de um dedo da mão esquerda.




Lesões ocasionadas pelo acidente na Sra. Maria Feitosa



A consequência mais preocupante deste acidente, foi a forte pancada que a Sra. Conceição Feitosa sofreu na cabeça, a pancada casou grande corte na cabeça da mesma sendo necessário a realização de uma sutura de 08 pontos.



A tônica desta entrevista cedida ao GVC pela Sra. Conceição Feitosa de 44 anos, moradora da comunidade Mosqueada, integrante de uma família humilde de nossa cidade, é o fato de até agora, uma semana após o acidente a mesma ainda não ter conseguindo se consultado com um médico neurologista. (Neurologista é o médico especialista no estudo, diagnóstico e tratamento das doenças que comprometem o sistema nervoso [cérebro, medula espinhal, raízes nervosas e nervos] e músculos [doenças musculares, miopatias]).



A senhora Conceição Feitosa necessita urgentemente deste consulta, pois desde do acidente, que ela vem sofrendo com dor de cabeça ininterruptamente (sem parar), o que pode ser um sintoma de algo mais grave, que possa ter acontecido durante o acidente, e se não for diagnosticada e tratada rapidamente, a mesma pode ficar com uma sequela bem mais grave e evoluir para algo pior.




Lesão na cabeça da Sra. Maria Feitosa ocasionada pelo acidente



A moradora da comunidade Mosqueada, contou a nosso jornalismo que deu entrada no Hospital Estadual Norberto Moura – HENM, por volta das 21h:00 e foi atendida, ela permaneceu na casa de saúde em observação por toda noite, recebendo alta na quinta – feira 30/09, ás 07h:30min. A requisição para que dona Conceição seja atendida por um médico neurologista já foi realizada, mas a consulta possivelmente só será agendada apenas para a próxima semana dia 12/10, ou para o próximo dia 19/10, devido à falta de passagens e a um feriado que ocorrerá neste período.




Requisição para consulta com o médico neurologista da Sra. Maria Feitosa



Este é mais fato que demonstra como a saúde municipal alcançou apenas a posição de nº 188 no ranking do programa Previne Brasil, que é uma programa, que avalia os indicadores e o desempenho das equipes e serviços de Atenção Primária à Saúde (APS), aplicados no município, pois assim como a Sra. Conceição outros pacientes já relataram as mesmas dificuldades para serem transferidos a capital para realizarem consultas com especialistas.



Procuramos ao Secretário de Saúde Dr. Neto, mas o mesmo não se encontrava na Secretaria. Uma das funcionárias da Secretária ao ser questionada e tomar conhecimento sobre o caso da Dona Conceição, afirmou a nossa produção que: “É o Sistema do SUS que marcar a consulta ou exame. O paciente precisa da Requisição para marcação, e precisa de xerox do documentos. RG/ CPF/ Cartão do Sus/ Comprovante”.



A Sra. Conceição já se encontra com o encaminhamento em mãos para a realização da consulta com neurologista, a mesma alega também que não tem mais carro para leva-la até Teresina. Casos de urgência como esse da Sra. Conceição, acontece constantemente no município, falta de veículo para transportar pacientes até a capital. Se o município tivesse um Fundo de Amparo à Saúde com já foi sugerido em outras matérias, facilitava a transição dos pacientes para realização de consultas e exames na capital.



Acompanhem a íntegra da entrevista da Sra. Conceição Feitosa:

 


NOTICIAS RELACIONADAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI